FCM da Santa Casa atualiza neurocirurgiões sobre microcirurgias de aneurismas cerebrais O pré-congresso do NeuroJovem 2018 transmitiu simulação de cirurgia em modelo experimental ao vivo, permitindo interação durante o procedimento

Compartilhar :

Clique na imagem para ver as fotos do evento

A Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Santa Casa sediou, nesta quinta-feira, dia 23, o pré-congresso do 8º Encontro de Neurocirurgiões Jovens do Estado de São Paulo (NeuroJovem 2018), que aconteceu nos dias 24 e 25 de agosto, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, concomitantemente ao 5º Congresso Brasileiro de Abordagens Neurocirúrgicas.

Com o tema Aneurysm Microsurgical Day, o pré-congresso reuniu neurocirurgiões, residentes e graduandos de Medicina no anfiteatro Prof. Dr. Paulo Augusto Ayrosa Galvão, em um evento teórico e prático, com demonstrações e palestras, divididas em mesas redondas de acordo com a localização dos aneurismas. Também foram abordadas a anatomia e radiologia neurovascular.

Participaram da abertura do evento autoridades da FCM/Santa Casa, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia (ISCM), Associação de Neurocirurgiões do Estado de São Paulo (Sonesp) e Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN). O professor José Carlos Esteves Veiga, do Departamento de Cirurgia da FCM/Santa Casa coordenou a mesa, iniciando com boas-vindas aos presentes.

O professor Paulo Carrara de Castro, diretor da FCM/Santa Casa, apontou a importância destes três dias de trabalho, tanto pelo aprendizado quanto pelos debates gerados pelas apresentações e atividades. Desejando êxito na empreitada, Carlos Augusto Meinberg, superintendente da Santa Casa de São Paulo, ressaltou que o complexo hospitalar foi o berço de três faculdades de medicina – da USP, da Unifesp e a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa.

O professor Carlos Alberto Malheiros, diretor do curso de Medicina da FCM/Santa Casa, salientou a maior adaptabilidade dos jovens ao grande desenvolvimento da neurocirurgia e das tecnologias nas últimas décadas. “Contamos com os mais jovens para continuar este desenvolvimento espetacular”. O professor Rodrigo Altenfelder Silva, diretor do Departamento de Cirurgia da FCM/Santa Casa acrescentou que “estudar neurocirurgia envolve um investimento pessoal muito grande, pois envolve incorporação da tecnologia, conhecimento e arte”.

José Paulo Montemor, presidente da Sonesp, agradeceu o privilégio estar na Santa Casa, “onde os jovens podem respirar experiência médica”. Ele explicou que a ideia do evento é proporcionar uma reciclagem para os mais experientes, além de complementar o aprendizado dos mais jovens. Jean Gonçalves de Oliveira, da Comissão de Ensino da SBN e do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, destacou o tema o dia: aneurismas cerebrais. “Abordaremos a arte da microcirurgia, desde a carótida proximal até os ramos mais distais, passando pela anatomia e nuanças técnicas”.

Simulação ao vivo com uso de placenta humana

O convidado de honra do NeuroJovem 2018 também esteve presente no pré-congresso da FCM/Santa Casa. O famoso neurocirurgião Ali Krisht, diretor do Instituto de Neurociências do Medical Center de Little Rock, Estados Unidos, que fez uma demonstração ao vivo de clipagem aneurismática em modelo de placenta humana.

Desenvolvido pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o modelo reproduz com grande fidelidade a realidade neurocirúrgica. Por ter vasos e membrana semelhantes aos do cérebro, a placenta humana é utilizada para simular os fluxos arterial e venoso, bem como um aneurisma.

O procedimento foi realizado no Laboratório Multidisciplinar do Departamento de Morfologia da FCM/Santa Casa e transmitido em tempo real, tanto para os monitores do laboratório quanto para os telões do anfiteatro Prof. Dr. Paulo Augusto Ayrosa Galvão, permitindo a visualização da simulação de microcirurgia por todos os participantes.

Participaram da demonstração o professor Sebastião Gusmão, coordenador do serviço de neurocirurgia do Hospital das Clínicas (HC) da UFMG e Carlos Eduardo Ferrarez, médico do HC/UFMG.

Solução desenvolvida na Santa Casa

O neurocirurgião Ali Krisht utilizou na simulação um filtro para cirurgias de tumor e aneurisma desenvolvido na ISCM. O dispositivo foi criado por Renan Maximilian Lovato, enquanto cursava a residência em neurocirurgia, sob a orientação dos professores José Carlos Esteves Veiga (chefe do Serviço de Neurocirurgia da ISCM) e João Luiz Vitorino Araujo (assistente da Disciplina de Neurocirurgia da ISCM).

Associado à substância flurosceína, o filtro permite a detecção do fluxo sanguíneo e pode ser acoplado a qualquer microscópio. “Esta é uma solução financeiramente mais acessível em relação aos módulos para microscópios vendidos com a mesma finalidade”, afirma Lovato.

362 visualizações

Compartilhar :